• Instituto Práxis

Não se automedique: procure um profissional capacitado para indicar um tratamento




Remédio é coisa séria! Não se automedique! A automedicação acontece quando um indivíduo, sentindo algum desconforto no organismo, faz seu próprio diagnóstico e procura medicamentos para tratar os sintomas apresentados e muitas vezes acaba por mascará-los. Normalmente, o quadro apresentado caracteriza um transtorno menor, como vômitos, diarreia, dores de cabeça, resfriado, azias, dentre outros. Dessa forma, são usados os medicamentos de venda livre, que não necessitam de prescrição médica para a compra. O que acontece, muita das vezes, é que o medicamento não é adequado para o quadro clínico que o paciente apresenta.


Sendo assim, com o intuito de resolver de forma imediata os incômodos no corpo ou organismo, a automedicação pode acarretar em consequências gravíssimas. A associação inadequada de medicamentos pode anular o efeito de outro ou acarretar condições mais graves como: reações alérgicas, dependência e até a morte.


A fim de evitar qualquer tipo de problema ou complicações, sempre procure um profissional capacitado: médico, dentista ou farmacêutico que será responsável por avaliar, direcionar e/ou indicar o melhor tratamento para o quadro clínico. Em caso de dúvidas pertinentes à medicação, procure o profissional farmacêutico. Nunca se automedique.