top of page
  • Foto do escritorInstituto Práxis

HGLAS realiza parto com a participação de intérprete em LIBRAS


Na maternidade do Hospital Geral Luíza Alcântara e Silva, em São Gonçalo do Amarante, Unidade administrada pelo Instituto Práxis, a dona de casa Amanda Sarah, de 22 anos, recebeu uma ajuda especial durante o nascimento do terceiro filho, Noah Enzo. A jovem surda, que já é mãe de outras duas crianças, foi auxiliada pela primeira vez por uma intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais) durante o parto. O caso, registrado nos últimos dias de 2023 foi inédito para o município.



Durante o parto, a intérprete de Língua Brasileira de Sinais, Dayane Dias, entrou na sala de cirurgia, junto ao companheiro de Amanda Sarah, que também é surdo, para intermediar o primeiro parto cesárea da vida da mãe de terceira viagem. A servidora já acompanhava a gestação desde a fase do pré-natal.


“A gente foi unindo forças com o pessoal do posto de saúde, o pessoal do hospital, e, aos poucos, foi trabalhando a ideia de que no dia do parto necessitaria de um intérprete no hospital, para mostrar como ia ser, porque era a primeira vez que ela ia ter um parto cesárea. Para dizer para o médico as dores, o que ela estava sentindo”, explicou Dayane Dias.

bottom of page