• Instituto Práxis

Fique esperto: celular e direção, não!


Estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) concluiu que a prática de usar o celular ao volante multiplica por quatro os riscos de acidente. “Diminui os tempos de reação (principalmente o da frenagem, mas também a reação aos sinais de trânsito) e dificulta que o condutor mantenha o carro na pista correta e guarde as distâncias de segurança”, descreve um documento da instituição.


No Hospital Fernandes Távora, por exemplo, referência em traumatologia no estado do Ceará, a grande maioria dos pacientes de trauma são oriundos de acidentes de trânsito.


Então, fique esperto! Nada de utilizar o aparelho celular quando estiver dirigindo, para a sua segurança e de todos.


Cuidemos da vida.